Uma grande obra ganhou uma grande versão

Uma versão dos nossos amigos Marcos e Matheus Castro de uma das músicas mais emblemáticas do Legião Urbana que recentemente se tornou um filme. Confiram!

Decifrando a parada gay sem hipocrisia

Quando o jornalista, escritor, radialista e apresentador de televisão Leão Nicola Lobo mais conhecido Leão Lobo e mais 30 ou 40 pessoas saíam em plena Avenida Paulista com placas na mão, apanhando da polícia e exigindo direitos e respeito pelo homossexual, a Parada Gay em sua versão embrionária, mostrava-se mais genuína do que hoje.

Não desdenhando da festa que é, mas reparem me refiro a tal evento como FESTA. Mesmo porque quando questionada há alguns meses sobre qual seria sua opinião de um dia do Orgulho Hétero, a própria senadora Marta Teresa Smith de Vasconcellos (que ainda usa o sobrenome Suplicy) afirmou ao seu entrevistador Danilo Gentili que seria apenas mais um dia de festa como a Parada Gay o é.

Fernando Haddad, Jean Wyllys e Marta Vasconcellos

Através de uma música do Tiririca, isso mesmo uma música do Tiririca, pois nesse post não há a existência de nenhum PRÉ-CONCEITO para nenhum assunto ok? Quero ressaltar e trazer a tona a essência de toda a ideia que pretendo transmitir:

“Amizade é a melhor coisa do mundo / Num amigo de verdade não se vê defeito / Como disse o poeta: / O amigo é pra se guardar no lado esquerdo do peito… / Ele é corno, mas é meu amigo / Ele é viado, mas é meu amigo / Ele é baitola, mas é meu amigo / Ele pode ter defeitos, mas é meu amigo”

Substituam a palavra amigo por ser humano e suas derivações de termo como tal: amizade como humanidade. Pronto acabou. Somos seres humanos antes de tudo e devemo-nos respeito, independente de raça, orientação sexual, nacionalidade, etc. Respeito esse, que tenho certeza que os LGBT não tem devido a pararem uma avenida e fazerem festa com som alto, etc… mas INFELIZMENTE devido a outros fatores como vocês podem ver na imagem abaixo.

Um último questionamento que creio será de grande importância para que você leitor veja como o buraco é muito mais em baixo. Em vinte anos o Brasil será de maioria evangélica. Evangélicos e LGBT’s são grupos declaradamente rivais. Qual indivíduo será mais respeitado econômica e politicamente? (uma vez em que a essência do ser humano de nada importa nessa sociedade) O que faz parte do que está em maior ou em menor número?

VIVEMOS NUMA DEMOCRACIA CAPITALISTA. REFLITAM.

Adendo: esses dias vendo uma matéria do Murilo Couto no programa Agora é Tarde onde o mesmo estava no Gay Day do Hopi Hari entrevistando alguns rapazes e um deles teve a infelicidade de dizer ao Murilo: ‘você vai me dar um selinho ou vai querer ser acusado de ser homofóbico?’. Sem comentários.

SEN-SA-CIO-NAL *dica do leitor @fred_rios

S4 versus I5… FIGHT!!!

Scriptease TV e a Igreja do Ateu

*o blog NÃO CONCRETO® não se responsabiliza em afirmar se o ator Victor Barão estava atuando ou não.

Playlist de domingo – O grande encontro 3


Topo