Tatoos versus violência doméstica

O projeto “A Flor da Pele”, de Flavia Carvalho, cobre marcas e cicatrizes a fim de ajudar mulheres a superarem traumas de violência.

A tatuadora brasileira Flavia Carvalho está a frente de um projeto que tem sensibilizado a todos.

O “A Flor da Pele” tem como objetivo cobrir cicatrizes e manchas de mulheres vítimas de abuso doméstico com belas tatuagens.

A ideia surgiu quando, certa vez, uma mulher que havia sido esfaqueada procurou Flavia para tatuar sobre uma cicatriz em seu abdome. “Depois da tatuagem terminada, ela parecia muito mais feliz e aquilo me tocou”, declarou a tatuadora. Para Flavia, essas tatuagens têm o poder de empoderar as mulheres e melhorar suas auto-estimas.

Tem como ser mais maravilhoso? Tem: Flavia não cobra pelo trabalho. Para saber mais sobre a tatuadora, conheça sua página no Facebook.

MAIS POSTS

 

Fonte: revistaglamour.globo.com



Tem gente ruim nesse mundo viu – Volta Bob

A história é a seguinte:

Durante um reparo do portão da sua casa, seu cachorro o Bob escapa e logo em seguida vem um carro preto, ao que tudo indica um Vectra e o leva. Desde o dia 25 de junho, dona Manoela está mal, mas bem mal mesmo por conta do desaparecimento do seu cachorrinho um Boston Terrier. No mínimo uma sacanagem separá-la do seu afeto.

Abaixo vocês conferem a imagem do carro que o roubou e as fotos do Bob. QUALQUER NOTÍCIA OU INFORMAÇÃO SÉRIAS SERÃO BEM VINDAS.

 

Segue a descrição da Juliana (filha da dona Manoela) feita no OLX.

DESAPARECIDO

NOME: Bob

RAÇA: Boston Terrier

GÊNERO: Macho

COR: Preto e branco PERDIDO EM: 25/06/2015

ENDEREÇO: Av. Professor João de Lourenzo – Jd. Sao Jorge, Sao Paulo/SP

CONTATO: Juliana Prado Firmino E-MAIL: julianaprado_792@hotmail.com

MAIS INFORMAÇÕES: O Bob, escapou pelo portão na rua de casa e na mesma hora veio um carro preto um Vectra, desceu uma mulher loira não muito jovem e colocou ele no carro e foi embora, vi pelas câmeras de segurança que possuo. Já tentei puxar a placa, mas o video esta ruim. Por favor me ajudem a encontra-lo. Ele estava com uma roupa colorida, morro na rua: Professor João de Lourenzo, 331 – Jd São Jorge, rua do Cemitério Israelita do Butantã / Subida do mercado Paraná. Dou recompensa/Gratificação para quem achá-lo e devolvê-lo. Meus celulares são (11) 99886-1162 / 97804-2827 Fixo (11) 3784-4934

PÁGINA NO FACEBOOK

 

SALVE A IMAGEM ABAIXO E ESPALHE PRO SEU

PESSOAL NO WHATSAPP TAMBÉM !!! VALEU !!!

MAIS POSTS


Febre? O Dr. Drauzio explica!

 

Dr. Drauzio Varella
A temperatura do corpo humano é controlada por uma área do cérebro chamada hipotálamo, que age como um termostato ajustado para manter os órgãos internos a 37ºC (graus Celsius). Esse objetivo é alcançado por meio do equilíbrio entre a perda de calor pelos órgãos periféricos (pele, vasos sanguíneos, glândulas sudoríparas, etc.) em contato com o ambiente e a produção de calor pelo processo metabólico dos tecidos internos.
Quando o organismo é agredido por um agente externo ou por uma doença dos órgãos internos, o termostato pode elevar a temperatura dois ou três graus acima dos valores habituais, o que caracteriza a febre.
Na verdade, a febre não é uma doença; é uma reação do organismo contra alguma anomalia. Também não é necessariamente um mal. Nas infecções, por exemplo, ajuda o sistema de defesa a livrar-se do agente agressor.
Variação térmica
A temperatura corpórea considerada ideal varia entre 36ºC e 36,7ºC. Geralmente, ela é mais baixa pela manhã e mais alta no fim da tarde ou à noite. Alterações de até um grau podem ser absolutamente aceitáveis em condições normais. Nas mulheres, por exemplo, após a ovulação, durante o ciclo menstrual e no primeiro trimestre da gravidez, ocorre uma elevação natural da temperatura.
Os infectologistas estabelecem os seguintes limites para caracterizar a febre:
a)     de 37,3ºC a 37,8ºC – febrícula
b)     acima de 37,8º – febre
A única maneira de ter certeza de que uma pessoa está com febre é medir sua temperatura com um termômetro, de preferência eletrônico. A maneira mais usual de aferi-la é colocar o bulbo do termômetro nas dobras das axilas e só retirar depois de cinco minutos para fazer a leitura.
A temperatura pode ser medida também no interior da boca ou do reto, parte do intestino grosso que termina no ânus. Nessas áreas, ela costuma ser um grau mais alto do que a medida nas axilas.
Diagnóstico
A maioria dos quadros febris é provocada por doenças infecciosas comuns e de curta duração. No entanto, como a febre pode também ser um dos sintomas de várias enfermidades diferentes, é indispensável estabelecer o diagnóstico diferencial para orientar a conduta terapêutica.
Em todos os quadros febris, é muito importante medir a temperatura três ou quatro vezes por dia e anotar os valores e horários correspondentes. Saber se os picos febris são altos ou baixos e em que horário se manifestam ajuda a identificar as enfermidades que possam estar envolvidas e a estabelecer o diagnóstico.
Causas
Entre as causas da febre, é importante destacar as infecções por vírus, bactérias, fungos e parasitas e as não infecciosas, como as doenças do sistema nervoso central (hemorragias, traumatismos, tumores cerebrais), as neoplásicas (câncer de fígado, rins, intestinos, linfomas, leucemia), as cardiovasculares (infarto, tromboflebite, embolia pulmonar), hipertireoidismo, alguns tipos de hepatite e de doenças reumáticas, etc.
Sintomas
A febre se instala quando o termostato (hipotálamo) se ajusta para fazer o corpo atingir uma temperatura mais alta. Nesse momento, começam os arrepios de frio que podem transformar-se em tremedeira seguida de sensação de calor intenso e sudorese.
Outros sintomas são dores musculares, nas juntas, dor de cabeça, fraqueza, apatia, irritabilidade, indisposição, perda de apetite, boca seca, desidratação.
Especialmente nas crianças, febres que se aproximam dos 40ºC ou ultrapassam tal limite podem provocar confusão mental, delírios e convulsões.
Tratamento
Como a febre é apenas um sintoma, a escolha do tratamento está diretamente associada à  doença de base. Infecções por bactérias, por exemplo, podem exigir a prescrição de antibióticos, um tipo de medicamento absolutamente ineficaz quando o agente da infecção é um vírus.
Como já dissemos, em grande parte dos casos, a febre é provocada por germes causadores de infecções de curta duração (gripes, resfriados, algumas infecções intestinais, amidalites, pneumonias, etc.), que o próprio sistema de defesa do organismo consegue eliminar. Pesquisas recentes sugerem que a elevação da temperatura é uma estratégia benéfica do hospedeiro para reagir a agressões internas e externas. Portanto, em grande parte dos casos, não há necessidade de medicamentos especiais para tratamento da febre. Hidratação, repouso e remédios para aliviar os sintomas são medidas suficientes para o conforto do paciente.
Medicamentos antitérmicos, ou antipiréticos, devem ser utilizados com cuidado e quando absolutamente necessários. Sempre é bom ressaltar que doses muito altas de paracetamol podem agredir os rins e o fígado e que o ácido acetilsalicílico é contraindicado nos casos de dengue e de certas infecções virais das crianças.
Recomendações
A febre pode ser o sinal de alerta de uma doença que precisa ser tratada com rapidez. Por isso, procure assistência médica nos seguintes casos:
* Temperatura acima de 37,5ºC e abaixo de 35,5% em bebês com menos de três meses e superior a 39ºC em bebês com mais de três meses, ou se a febre alta ou baixa vier acompanhada de choro persistente e irritabilidade extrema;
* Febre que dura mais de um dia, acompanhada de dor de cabeça, irritabilidade, sonolência, dificuldade para falar, apatia (sintomas sugestivos de meningite) em crianças de até dois anos;
* Febre em pessoas de qualquer idade acompanhada dos seguintes sintomas; dor de cabeça forte e persistente, sensibilidade excessiva à luz; dor de garganta que impede a deglutição; vermelhidão na pele; nuca endurecida e dolorosa ao curvar a cabeça; confusão mental; vômitos repetitivos; dificuldade para respirar ou dor no peito; irritabilidade ou apatia ou sonolência; dores abdominais; dor ao urinar ou micção frequente em pequena quantidade.

Fonte: http://drauziovarella.com.br

MAIS POSTS


#nãovaitercopa . Nós apoiamos

MAIS POSTS


Se você não gosta de notícia ruim, não leia!

Final dos Tempos: Radiação de Fukushima chega à costa da América do Sul

Contaminação radioativa de Fukushima chega à costa do continente americano, do Canadá até o Chile. Situação do Hawai é alarmante. 300 toneladas de água radioativa são despejadas diariamente no oceano. Vida marinha está ameaçada. Consumo de peixes originados do Pacífico deve ser evitada. Ar também está contaminado com radiação.

Neste momento, uma enorme quantidade de água altamente radioativa está escapando para o Oceano Pacífico a partir das ruínas da instalação nuclear de Fukushima, no Japão . Isso vem acontecendo em todo o dia, todos os dias por mais de dois anos. As enormes quantidades de trítio, césio e estrôncio que estão sendo liberados estão sendo transportados pelo vento, chuva e correntes oceânicas em todo o hemisfério norte. E, claro, a costa oeste dos Estados Unidos está sendo particularmente atingida. Quando você beber água ou comer frutos do mar que tenha sido contaminado com estas partículas radioativas, eles podem ficar por um tempo muito longo. Nos próximos anos, este desastre em curso pode afetar a saúde de milhões e milhões de pessoas que vivem no hemisfério norte, e o triste é que muitas dessas pessoas nunca  vão saber a verdadeira causa de seus problemas de saúde.Durante muito tempo, o governo japonês foi confiando  na Tepco para lidar com esta crise, mas agora tornou-se claro que a Tepco não tem idéia nenhuma do que estão fazendo. Na verdade, o fluxo de água radioativa ficou tão ruim que as autoridades do Japão estão agora chamando-o de “emergência” …

Vazando água altamente radioativa para o oceano a partir do Japão da danificada usina nuclear de  Fukushima  é a criação de uma “emergência” que o operador está lutando para conter, um funcionário da agência nuclear do país, disse na segunda-feira. Esta água subterrânea contaminada violou uma barreira subterrânea, está subindo em direção à superfície e está excedendo os limites legais de descarga radioativa, Shinji Kinjo, chefe de uma Autoridade Reguladora Nuclear (ARN), força-tarefa, à Reuters.

A quantidade de água que estamos a falar é absurdamente enorme. De acordo com o Yahoo, a 400 toneladas métricas de água está sendo bombeada para as caves de edifícios destruídos em Fukushima a cada dia. As bombas de utilidade fora cerca de 400 toneladas por dia de água subterrânea que flui das colinas acima da usina nuclear de Fukushima Daiichi nas caves dos edifícios destruídos, que mistura com água altamente irradiada que é usado para resfriar os reatores em um estado estável abaixo de 100 graus Celsius.    Tepco está tentando impedir que as águas subterrâneas de atingir a planta através da construção de um “desvio”, mas picos recentes de elementos radioativos na água do mar fez com que o utilitário para reverter meses de desmentidos e, finalmente, admitir que a água contaminada está a atingir o mar.E, claro, tudo isso a água tem que ir para algum lugar. Durante muito tempo, a Tepco tentou negar que estava ficando no  oceano, mas agora eles estão finalmente admitindo que é.

Tepco disse na sexta-feira passada que um acumulado de 20000000000000-40000000000000 becquerels de trítio radioativo provavelmente tinha vazado no mar desde o desastre. A empresa disse que isso era dentro dos limites legais.    O trítio é muito menos prejudicial do que o césio e estrôncio, que também foram liberados a partir da planta. Tepco está programado para testar os níveis de estrôncio seguinte.40 trilhões de becquerels de trítio radioativo tem começado a cair no Oceano Pacífico?E isso é o que eles estão admitindo publicamente. A realidade é provavelmente muito pior.E tudo isso trítio vai ser em torno de um tempo muito longo. Você vê, a verdade é que o trítio possui uma meia-vida de cerca de 12 anos.Mas estrôncio é ainda pior. Estrôncio pode causar cancro do osso e tem uma semi-vida de cerca de 29 anos.E agora Tepco está admitindo que níveis extremamente perigosos de estrôncio foram escapando de Fukushima e entrar na água subterrânea. E, claro, a água subterrânea flui para o Oceano Pacífico …    Tepco disse que no final de junho que tinha detectado o estrôncio-90 é altamente tóxico, um subproduto da fissão nuclear, que pode causar câncer ósseo se ingerido, em níveis 30 vezes a taxa permitida.

As substâncias, que foram liberados pelos colapsos de reatores na usina, no rescaldo da enorme tsunami de março de 2011, não foram absorvidos pelo solo e fizeram seu caminho para a água subterrânea. Água do subsolo geralmente flui para o mar, ou seja, essas duas substâncias poderiam normalmente fazem o seu caminho para o oceano, possivelmente afetando a vida marinha e, finalmente, afetar os seres humanos que comem criaturas do mar. Césio tem uma meia-vida ainda mais do que o estrôncio faz. Ele tem uma meia-vida de cerca de 30 anos, e de acordo com as amostras que foram tiradas cerca de um mês atrás níveis de césio em Fukushima foram spiking dramaticamente …

Amostras colhidas na segunda-feira mostrou níveis de possivelmente cancerígeno césio-134 foram mais de 90 vezes maiores do que eram na sexta-feira, em 9.000 becquerels por litro, Tokyo Electric Power (Tepco) revelou. Os níveis de césio-137 era de 18 000 becquerel por litro, 86 vezes maior do que no final da semana passada, disse que o utilitário.

“Nós ainda não sabemos por que o nível de radiação aumentou, mas vamos continuar os esforços para evitar a expansão da contaminação”, disse um porta-voz da Tepco afirmou.Quando césio recebe em seu corpo, ele pode fazer uma enorme quantidade de danos. O seguinte é um excerto de um artigo NewScientist que descreveu o que acontece quando césio e iodo entrar no corpo humano …

Além disso, o corpo humano absorve iodo e césio prontamente. “Essencialmente, todo o iodo ou césio inalado ou ingerido cruzes no sangue”, diz Keith Baverstock, ex-chefe da protecção contra as radiações para o escritório europeu da Organização Mundial de Saúde, que tem estudado os efeitos na saúde de Chernobyl. O iodo é rapidamente absorvido pela tiróide, e deixa apenas como decai radioactivamente, com uma semi-vida de oito dias. O césio é absorvida pelos músculos, onde a sua meia-vida de 30 anos significa que ele continua até que seja excretada pelo organismo. Leva entre 10 e 100 dias de excretar a metade do que foi consumido. E é importante ter em mente que, estima-se que cada piscina de combustível gasto no complexo nuclear de Fukushima pode ter 24 mil vezes a quantidade de césio, que foi produzido pela bomba atômica que os EUA lançaram sobre Hiroshima no final da Segunda Guerra Mundial 2.Em geral, a instalação nuclear de Fukushima originalmente continha um colossal 1.760 toneladas de material nuclear.Isso é uma enorme quantidade de material nuclear. Chernobyl continha apenas 180 toneladas. E, claro, a crise em Fukushima poderia ser ainda pior a qualquer momento por um grande terremoto. Na verdade, um terremoto de magnitude 6,0 atingiu o norte do Japão neste domingo.

Isto é um pesadelo que não tem fim. A cada dia, enormes quantidades de água altamente radioativa de Fukushima está envenenando sistematicamente todo o Oceano Pacífico. O dano que está sendo feito é absolutamente incalculável. Por favor, compartilhe este artigo com tantas pessoas quanto possível. A grande mídia não parece querer falar sobre isso, mas é um assunto que é extremamente importante para cada homem, mulher e criança que vive no hemisfério norte do nosso planeta.

Sobre o autor : Michael T. Snyder é um ex-advogado de Washington DC, que agora publica.

Fonte: The Truth.

PARA QUEM DOMINA O INGLÊS LEIA ESSE ARTIGO >>>CLIQUE AQUI<<<

Seguem dois vídeos sobre o assunto, pois é:

O DESASTRE DE FUKUSHIMA TORNA-SE GLOBAL.

MAIS POSTS



Topo